Três figuras, três julgamentos

 

Três figuras, três julgamentos  A quarta-feira promete! Três figuras proeminentes no cenário da corrupção nacional serão julgadas, de um jeito ou de outro. Mas o principal julgamento, como todos sabemos, é o do povo.

Está marcado para hoje o depoimento do ex-presidente-corrupto-condenado-réu Luís Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro, na ação que investiga corrupção na Petrobras com a Odebrecht e os favorecimentos a Lula, outras figuras e aos partidos políticos. O depoimento está marcado para as 14h, em Curitiba. Também estão marcadas manifestações pró e contra Lula. Na manifestação pró-Lula são aguardadas 4.000 “militantes”. Porque haja pão com mortadela para garantir uma manifestação vultosa.

A sentença não sairá hoje. Mas é provável que venha mais uma condenação para ex-presidente. Depoimentos anteriores (e certamente provas documentais) apontam que a relação da Odebrecht com Lula tinha três objetivos: enriquecimento pessoal, apoio ao projeto de poder do PT e garantia de governabilidade. A quantia soma, de acordo com os cálculos do réu Antonio Palocci, R$ 300.000.000,00, num “pacto de sangue” entre a empreiteira e Lula.

Até agora, Palocci é o grande protagonista dessa ação, por soltar a língua e tentar se defender. Estava treinado a dizer “colaboração” ao invés de “propina”, era o representante de Lula com a empreiteira, um insider que conhece todos os meandros da organização criminosa e foi figura importante nos governos petistas.

O segundo julgado será o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot. O STF julgará o pedido do presidente Michel Temer de suspeição de Janot nos casos que envolvem o mandatário da nação. O objetivo de Temer é matar na raiz a provável segunda denúncia contra ele. O plenário deverá decidir favoravelmente ao PGR, por duas simples razões: primeiro, Temer não é o único alvo do MPF — as denúncias de Janot já atingiram quase 2.000 políticos; segundo, que é prerrogativa constitucional do PGR apresentar denúncia sobre o Presidente da República ao STF — aceitar a “suspeição” é ferir de morte o comando constitucional e abrir a porta do inferno. Este julgamento transcorrerá sem grandes surpresas, esperamos.

O terceiro julgamento será no âmbito mais doméstico. O PMDB vai afastar Geddel Vieira Lima das atividades partidárias. Para todos os efeitos, o homem do bunker “pedirá” afastamento do partido. Na realidade, o PMDB quer dissociar sua imagem da de Geddel, embora isso pareça impossível, na prática. Mas a pergunta que não quer calar é: será Geddel o Palocci ou o Dirceu do PMDB? Vai soltar a língua ou preferirá morrer? Sei não, acho que está mais para Palocci.

Aguardemos os próximos capítulos desses três julgamentos.

Imagem: Blog do Helder Moura

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/09/13/de-calote-a-papeis-entenda-a-denuncia-do-2-processo-contra-lula-na-lava-jato.htm

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/09/13/saiba-quais-sao-as-acusacoes-que-pesam-contra-o-ex-presidente-lula.htm

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/09/1917934-em-novo-depoimento-de-lula-pt-procura-reforcar-embate-politico.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/09/1917935-supremo-julga-nesta-quarta-pedido-de-suspeicao-contra-janot.shtml

http://painel.blogfolha.uol.com.br/2017/09/13/resultado-de-julgamento-do-stf-sobre-janot-e-temer-pode-influenciar-outras-acoes-da-lava-jato/

https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/09/13/stf-pode-elevar-sua-estatuta-ou-rebaixar-o-teto/

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/09/1917912-pmdb-deve-afastar-geddel-nesta-4-para-tentar-isolar-crise.shtml