Moda de verão: Tourists go home!

 

Tourist Go HomePor alguns meses da minha atribulada vida, vivi num local “abençoado” pelo turismo e sobrevivi de atividades ligadas a esse fluxo intenso de não-residentes.

Achei um pesadelo. Pirenópolis (GO), o lugar que havia escolhido para viver, por conta de sua calma interiorana e paradisíaca, virava um inferno nas férias e nos fins de semana, e o fato de ter que trabalhar quando todos estavam descansando — eu tinha um tipo de lanchonete de comida “politicamente correta”, isto é, vegetariana e sem gordura, em meio a um tsunami de frituras, cerveja e pasteis de carne — sem nunca ter certeza da demanda real, se revelou desagradável e estressante.

Minha vida de turista também vem sofrendo uma queda progressiva ao longo dos anos. Em primeiro lugar, o mundo está cada vez mais uniformizado, e os locais que escapam a essa padronização, em geral, se tornaram meio perigosos com a onda de terrorismo. Some-se a isso o fato de eu mesma morar num lugar paradisíaco, e como estou no estrangeiro, já “vivo viajando”, se é que vocês me entendem. Até mesmo o tão sonhado eclipse total do sol, que terá lugar daqui a exatos 11 dias, vai acontecer aqui mesmo, no meu condomínio, um dos melhores locais de observação do fenômeno.

Considerando tudo isso, não foi surpresa para mim descobrir que a “moda” deste verão na Europa é… rejeitar os turistas.

Não é para menos. Embora constitua uma das atividades mais lucrativas que existe, o turismo exagerado é também uma das mais destrutivas, e os felizardos moradores de lugares badalados e atraentes  engolem a fonte de lucro como uma pílula amarga e inescapável, pagando o preço de, muitas vezes, perder justamente o que torna o local atraente.

Certamente o movimento “Tourists Go Home” é um exagero, uma virada do pêndulo para o lado contrário. Ficamos torcendo para que um novo equilíbrio seja atingido em breve, e a gente possa curtir em paz nossas viagens, sem ser afogada por turistas grosseiros, mal-educados e inconvenientes!

Foto Alberto Morante/ EPA.

https://www.theguardian.com/travel/2017/aug/10/anti-tourism-marches-spread-across-europe-venice-barcelona

Para ler mais Noga de Sklar, clique aqui.

Para comprar o livro mais recente de Noga Sklar, clique aqui.

 

 

Deixe seu comentário