A ilha da fantasia

 

Ilha da Fantasia  Costumo definir Brasília como a “ilha da fantasia”. O quadradinho no meio de Goiás — portanto, uma ilha —, tem peculiaridades que são completamente dissociadas da realidade. Mas é preciso reconhecer  que essa “ilha da fantasia” está concentrada no pequeno perímetro da Praça dos Três Poderes.

Naquele restrito espaço, se tomam as principais decisões para o Brasil e, inclusive, para os próprios responsáveis por tais decisões. Pois vejam que o Judiciário planejava um aumento de 16% em seus salários… O Ministério Público Federal já bateu o martelo para este aumento, sendo que pertence ao Poder Executivo. Contudo, o acréscimo salarial só poderá ocorrer se: (i) o Judiciário encampar para ele também; (ii) o Legislativo votar favoravelmente.

Em que pese a especificidade e a relevância do serviço prestado pelos tribunais e pelo MPF, é um descalabro esse tipo de pleito, numa situação em que mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados. Se o Judiciário — entenda-se: STF — concordar com o aumento, isso gerará um impacto de R$ 4,5 bilhões por ano. Vamos nos lembrar de que os vencimentos dos Ministros do STF, atualmente, são de R$ 33.700,00. Com o aumento, iria para mais de R$ 39 mil, e todos os juízes e demais servidores da carreira do Judiciário seriam beneficiados no país inteiro. Isso, sem contar o auxílio moradia de R$ 4.300,00 e o auxílio alimentação de R$ 4.900,00 (com um salário desses, não precisam de benefícios, vamos combinar). Quem paga a conta?

É ou não um tremendo desaforo? Enquanto isso, o povo faz as continhas na ponta do lápis para conseguir pagar as despesas mais básicas.

A boa notícia é que o STF tende a rejeitar o aumento. Sob a presidência da austera Cármen Lúcia, os meritíssimos vão estagnar um pouco seus rendimentos e parece haver previsão de cortes de gastos no orçamento de 2018.

Demorou. Fosse pelo ex-presidente do STF, o Ministro Ricardo Lewandowski, poderíamos contar com mais esse escárnio em cima da população.

Imagem: croqui do urbanista Lúcio Costa

https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/08/09/carmen-lucia-propoe-que-supremo-nao-reivindique-reajuste-que-o-mpf-ja-pediu/

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/alexandreschwartsman/2017/08/1908158-proposta-de-reajuste-do-ministerio-publico-e-tapa-na-cara-da-populacao.shtml

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,maioria-do-stf-sinaliza-que-vai-rejeitar-reajuste,70001929167

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,em-meio-a-crise-tribunais-decidem-cortar-gastos,70001929211

Para ler mais de Vânia Gomes, clique aqui.

Para comprar o livro mais recente de Vânia Gomes, clique aqui.

Deixe seu comentário