O compromisso de Temer

 

O compromisso de Temer  O presidente-investigado Michel Temer terminou seu pronunciamento à nação, ontem, dizendo que “meu único compromisso é com o Brasil”. Desculpem, mas não é. O compromisso de Temer é consigo mesmo, é ser presidente da República a qualquer custo, não apenas o da impopularidade. A esta soma-se a derrocada da economia, que conforme os indicadores, vinha tomando um fôlego.

Se o presidente realmente estivesse comprometido com o Brasil e tivesse o mínimo de decência jamais manteria uma conversa estranha, na calada da noite, com um investigado e com uma pauta daquelas. Se o compromisso de Temer fosse com o Brasil, ao se deparar com os indicadores econômicos todos se esvaindo desde as funestas revelações, teria renunciado, a fim de, pelo menos, não destruir o esforço empreendido em recuperar o país da recessão. Esforço, aliás, que ele fez questão de enfatizar em seu pronunciamento na tarde de ontem.

Um ministro, interlocutor do jornalista Josias de Souza, declarou que o governo não está no chão, mas já alcançou o subsolo. Está afundado sete palmos abaixo do chão.

O “dia do fico” de Temer é motivo de indignação do povo, ao contrário do histórico “Fico” de D. Pedro I. O presidente tem lá seus motivos, mas nada a ver com “o bem do povo e a felicidade geral da nação”: uma eventual renúncia poderia significar a confissão do ilícito que ele insiste em negar, apesar das evidências.

Para ler mais de Vânia Gomes, clique aqui.

Para comprar o livro mais recente de Vânia Gomes, clique aqui.

http://blogs.oglobo.globo.com/miriam-leitao/post/o-fim-do-governo.html

http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/vou-sair-dessa-crise-mais-rapido-do-que-se-pensa-diz-temer.html

http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/05/19/audio-representa-o-striptease-moral-de-temer/

Quem quiser assistir à integra do pronunciamento, clique aqui.

Foto: O popular