Ressaca braba antes do tsunami

Esta semana Rodrigo Janot entregará ao STF pedido de abertura de mais de 80 inquéritos envolvendo políticos, com base nas delações da Odebrecht. Parte dessas delações, contudo, será mantida em sigilo, mas o que virá à tona será mais do que suficiente para constatarmos o mar de corrupção que invade o Brasil. A ressaca braba virá antes do tsunami e terá capacidade para provocar muito estrago.

Esperamos ansiosamente a lista do MPF, com pedidos de abertura de inquéritos para investigar políticos no âmbito da Lava-Jato, à luz das delações da Odebrecht. Além da abertura de inquéritos, o Procurador-Geral, Rodrigo Janot, pedirá outras diligências. Pelo menos 80 políticos estão implicados e Janot precisa do aval do STF para prosseguir com as investigações. Caberá ao Ministro Fachin decidir sobre a abertura de investigação, o desmembramento da denúncia, enviando a outras instâncias o pedido para investigar os sem-foro.

Todos ou quase todos os políticos querem a quebra de sigilo. Isso é faca de dois gumes, afinal, também nós, os principais lesados pela ação destes agentes públicos, queremos conhecer o conteúdo das delações, mas não queremos que nada interfira nas investigações. Porém, como sabemos, alguns políticos vão agir para “se defender”, digamos assim.

Nomes de destaque no governo Temer deverão constar na lista, como os esperados Eliseu Padilha e Moreira Franco. Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) também está com a batata assando, assim como Leonardo Picciani (Esportes), Bruno Araújo (Cidades) e Marcos Pereira (Indústria, Comércio e Serviços). Não se descarta a aparição de nomes como Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Henrique Eduardo Alves (Turismo), Blairo Maggi (Agricultura), enfim, quase todo o atual plantel de Ministros de Estado tem possibilidade de figurar na lista.

Além dos ministros, também espera-se figurar na lista outros nomes do PMDB e do PSDB, sem prejuízo de integrantes de partidos com menos visibilidade nacional. Do PT, são esperados os nomes de Lula e Dilma Rousseff, mas não devem ser os únicos.

Esperamos que o Ministro Fachin aja com a mesma celeridade, seriedade e clareza que vem demonstrando desde que assumiu o lugar do finado Teori Zavaski.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/03/1865910-lista-de-janot-deve-pedir-80-inqueritos-para-o-supremo.shtml

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,lista-de-janot-muda-ritmo-em-brasilia,70001696930

http://oglobo.globo.com/brasil/segunda-edicao-da-lista-de-janot-deve-ser-entregue-ao-stf-nesta-segunda-feira-21050153

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/comeca-a-sair-2a-lista-de-janot-cai-visibilidade-sobre-futuro/

Foto: Papo TV

Você pode gostar...